Palavras que o tempo tinha escondido

 Das minhas janelas gradeadas

Na cidade de casas com coloridas fachadas

Eu avisto pessoas que passam na vida

Sem parar para uma simples flor cheirar,

Acumulam no seu escaparate as suas vitórias

Que em pouco tempo serão esquecidas

Porque foram apenas um número

Na imensidão do cosmos

E um dia serão apenas silêncios

Ecos indistintos de um rio que vai soluçando

Que a força da gravidade e o passado levou,

E eu pesei na balança

As palavras que o tempo tinha escondido

Porque as sombras nunca se repetem

Enquanto eu vou regressar

Às páginas do meu livro

Que ficou por terminar

São os momentos que guardei

Nas courelas que nunca comprei

Para mais tarde eu recordar,

E pessoas caminham na solidão

De olhos postos no chão

Sem abraços e sem marés

No seu peito já não bate um coração,

E no vazio da grande cidade

Mora apenas a saudade

Nas esquinas das ruas

E nos becos que não têm saída,

Mas nas pedras da calçada

Onde havia vasos de sardinheiras vermelhas

Hoje apenas existe a sua lembrança

Nesta indiferença em linha reta sem um abraço

Onde o sol deixou de bater

A noite deita-se bem cedo

E deu tréguas ao meu cansaço,

Envelheci a minha saudade no mês de Setembro

E vejo partir pelo grande mar

Uma caravela já esquecida

De um livro que eu nunca li

E caminho pelas ruas da cidade envelhecida

Um retrato do lugar onde se vive devagar

E eu gritei a letra de um poema que escrevi.

António Silva

Janeiro de 2024

Foto/Pinterest 

António Silva

António Silva

Poeta

Eu me chamo António Silva. Sou português e da província do Baixo Alentejo. Gosto muito de pintar e escrever poesia.

Meus poemas são pequenas pinturas coloridas. Cada tela que pinto é um poema colorido. E meus poemas são pinturas que retratam pedaços da minha vida. Recordações de infância que ficaram gravadas em meu coração. Eu gosto de colorir a vida com meus poemas e minhas pinturas. Assim a vida é mais fácil e mais bonita. Pinto e escrevo, como se ainda eu fosse uma criança.

Pois por dentro, eu não mudei, sou uma criança que tem um corpo de adulto.

Uma casa que contava histórias 

máis artigos

♥♥♥ síguenos ♥♥♥